Avançar para o conteúdo

O que você pode aprender com Michael Jackson sobre comunicação

Você provavelmente já deve ter escutado os sucessos de Michael Jackson e se encanta com seus movimentos icônicos que expressavam emoções diversas em suas performances de tirar o fôlego.

Não é à toa que ele ganhou o título de Rei do Pop, mas sua influência foi muito além dessa honraria. Neste artigo, vamos explorar a trajetória, a arte e o legado deste grande mestre da comunicação.

Pois é… Talvez você não tenha pensado nisso, mas dá pra aprender muito sobre comunicação com Michael Jackson. Leia até o final para entender.

A trajetória de Michael Jackson na indústria da música

Quando estamos tentando conhecer alguém e entender suas habilidades, é sempre importante conhecer o histórico da pessoa e entender como a história foi construída.

Então, vou dar uma pequena introdução, caso você não conheça a vida de Michael Jackson. Assim, ficará mais fácil entender as habilidades de comunicação desse grande artista, dançarino e músico.

Os primeiros anos e o sucesso com os Jackson 5

Michael Jackson nasceu em Gary, Indiana, em 29 de agosto de 1958. Ele e seus irmãos começaram a cantar e dançar juntos ainda na infância, quando formaram um grupo chamado Jackson 5. Com seu talento e carisma, o grupo assinou contrato com a lendária gravadora Motown Records e se tornou um sucesso nos anos 1970.

Os Jackson 5 foram um fenômeno global, com hits como “I Want You Back”, “ABC” e “I’ll Be There”. Eles se apresentaram em programas de televisão e shows ao vivo. Michael Jackson, em particular, chamou a atenção por sua voz única e seu carisma no palco.

Apesar do sucesso, a vida dos Jackson 5 não era fácil. Eles trabalhavam duro, viajavam constantemente e enfrentavam a pressão de serem uma das principais atrações da Motown Records. Michael Jackson, em particular, enfrentava a pressão de ser o líder do grupo e de se destacar como artista solo.

Isso sem falar sobre a violência constante do pai, Joseph Jackson que eles precisaram enfrentar durante muitos anos, até começarem a se casar e sair da casa dos pais um a um.

A ascensão ao estrelato como artista solo

Em 1979, Michael Jackson iniciou sua carreira solo com o lançamento do álbum “Off the Wall”. O álbum foi um sucesso imediato, rendendo muitos prêmios, incluindo um Grammy Award e uma estrela na Calçada da Fama de Hollywood.

No entanto, foi com “Thriller” (1982) que Michael Jackson alcançou um novo patamar de estrelato. O álbum vendeu mais de 100 milhões de cópias no mundo inteiro e levou Michael ao Guinness World Records como o artista mais vendido da história.

Com “Thriller”, Michael Jackson se tornou um fenômeno cultural, com sua música, dança e estilo influenciando a moda e a cultura pop. Ele se apresentou em shows lotados em todo o mundo, incluindo o lendário show “Motown 25: Yesterday, Today, Forever”, onde ele apresentou a icônica dança do moonwalk pela primeira vez.

Curioso saber que poucos dias antes do lançamento do videoclipe de Thriller, Michael Jackson pensou em cancelar tudo, mesmo depois de tanto trabalho. E pensou em cancelar porque ficou com medo do que as pessoas poderiam pensar sobre ele, além dos julgamentos que estava sofrendo dos líderes de sua religião na época (era testemunha de jeová).

Pra entender mais os detalhes da história do Rei do Pop, recomendo a leitura do livro Intocável, de Randall Sullivan. Veja os detalhes e compre seu exemplar na Amazon.

Intocável

R$ 114,90
R$ 75,92
19 novos de R$ 75,92
10 usados de R$ 20,00
Frete grátis!
Amazon.com.br
*preço atualizado em 9 Junho, 2024 11:22

A evolução do estilo musical e a criação de um ícone

Michael Jackson era conhecido por sua habilidade em combinar diferentes estilos musicais, como pop, rock, soul e funk, em suas canções e danças. Ele também era famoso por sua busca constante de inovação e experimentação, que rendeu sucessos como “Billie Jean”, “Beat It”, “Bad” e “Man in the Mirror”.

Seus videoclipes também eram um aspecto importante de sua criação artística. Ele foi o primeiro artista negro a ter um videoclipe exibido na MTV, com “Billie Jean”, e criou clássicos visuais que entraram para a história, como “Thriller”. Michael Jackson foi um verdadeiro ícone, tanto na música quanto na moda, inspirando gerações de fãs e artistas.

Além de sua música e dança, Michael Jackson também foi um ativista e filantropo, apoiando causas como a luta contra a fome e a pobreza, e ajudando a arrecadar milhões de dólares para instituições de caridade em todo o mundo. Sua vida e legado continuam a inspirar e influenciar a cultura pop e a música até os dias de hoje. Por isso, ele também pode ser considerado um dos comunicadores mais influentes do mundo.

A arte da performance e a comunicação no palco

Agora se prepare para ter muita inspiração sobre como Michael Jackson usava várias formas de comunicação com perfeição para conquistar o público e espalhar sua mensagem.

Se quiser se aprofundar mais, eu também gravei um vídeo sobre as habilidades de comunicação desse ícone da música internacional. Assista abaixo, aproveite pra se inscrever no canal e continue lendo.

A inovação na dança: o Moonwalk e outros passos icônicos

Michael Jackson era um performer extraordinário e suas apresentações ao vivo eram repletas de energia, emoção e técnica. Ele é lembrado principalmente por sua inovação na dança, criando movimentos icônicos como o moonwalk, o lean e o antigravidade.

Seus passos não só demonstravam habilidade e precisão, mas também expressavam mensagens emocionais e histórias por meio do movimento. Ele era capaz de transmitir paz, amor, raiva, tristeza e muitas outras sensações em suas danças.

O moonwalk, por exemplo, foi um passo que revolucionou a dança e se tornou um dos movimentos mais icônicos e reconhecidos da história. Ele consiste em deslizar para trás enquanto parece que os pés estão caminhando para frente. Esse movimento foi tão inovador que muitas pessoas acreditavam que Michael estava flutuando no palco.

Outro passo icônico criado por Michael Jackson foi o lean, que foi apresentado no clipe da música “Smooth Criminal”. Esse movimento consiste em inclinar o corpo para frente, mantendo os pés no chão, sem cair. Para realizar esse passo, Michael usava uma técnica especial que envolvia sapatos especialmente projetados e um gancho no chão que o ajudava a manter o equilíbrio.

A expressão emocional através da música e do movimento

Michael Jackson utilizava a música e a dança como formas de se comunicar e fazer conexões emocionais com seus fãs. Suas letras tratavam de questões sociais e políticas, como a discriminação racial e a pobreza, mas também tinham uma forte mensagem de amor e unidade.

Ele acreditava que a música era uma linguagem universal e que poderia ser usada como uma forma de mudar o mundo. Ele se dedicava a causas humanitárias e filantrópicas, inspirando outros artistas e pessoas a se envolverem em ações de caridade e solidariedade.

Muitas de suas músicas, como “Man in the Mirror” e “Heal the World”, têm uma mensagem de esperança e encorajam as pessoas a fazerem a diferença no mundo. Ele também participou de várias campanhas de caridade e fundou a organização Heal the World Foundation para ajudar crianças em todo o mundo.

A influência de Michael Jackson em outros artistas

O legado de Michael Jackson transcende sua vida e sua morte. Ele foi uma grande influência para muitos artistas e a indústria da música como um todo. Artistas como Beyoncé, Justin Timberlake, Usher, Chris Brown e muitos outros foram influenciados pelos estilos musicais e performances de Michael Jackson.

Além disso, o impacto de Michael Jackson se estendeu para outras áreas, como moda, cinema e artes visuais. Ele deixou um legado duradouro, inspirando gerações de artistas e fãs.

Na moda, por exemplo, ele criou tendências com suas roupas extravagantes e seus acessórios únicos, como a luva brilhante. No cinema, ele estrelou o filme Moonwalker e criou vários videoclipes que se tornaram verdadeiras obras de arte.

Michael Jackson também foi um grande defensor das artes visuais e da criatividade. Ele apoiava artistas emergentes e valorizava a importância da expressão artística na sociedade.

O impacto social e humanitário de Michael Jackson

Outro grande exemplo de como Michael sabia usar a comunicação para espalhar mensagens é o fato de ele ter aproveitado seu alcance para levantar várias questões sociais e humanitárias.

Além de escrever músicas temáticas, produzir videoclipes especiais, unir artistas em torno de diversas causas, ele também participava ativamente na comunidade humanitária e até criou sua própria organização, como citei agora pouco.

A luta pela igualdade racial e a representatividade na mídia

Michael Jackson foi um dos maiores ícones da música mundial. Sua carreira foi marcada por uma luta constante pela igualdade racial e a representatividade na mídia. Ele se tornou um símbolo de identidade para muitos que se identificavam com sua mensagem.

Desde o início de sua carreira, Michael Jackson enfrentou muitos obstáculos por ser negro. Ele lutou contra o preconceito e a discriminação, e sempre defendeu a inclusão social e a igualdade de oportunidades para todas as pessoas, independentemente de sua raça ou origem.

Sua música e suas apresentações possuíam influência para muitos que buscavam uma posição de desigualdade dentro de sua carreira profissional. Ele foi um exemplo para outras pessoas também que buscavam inserção em meio a diversidade social.

Michael Jackson foi um dos primeiros artistas negros a ter uma presença significativa na mídia. Ele usou sua fama e influência para promover a igualdade racial e a representatividade. Ele também inspirou muitos jovens negros a perseguir seus sonhos e acreditar em si mesmos.

E o debate foi ainda mais longe quando ele começou a aparecer com a pele cada vez mais clara. Isso levantou várias polêmicas e questionamentos em torno da vida dele. O que o inspirou a criar a música Black or White, que é um verdadeiro grito de desabafo sobre as discussões raciais.

O envolvimento em causas filantrópicas e ações beneficentes

Além de sua luta constante por uma sociedade mais justa, Michael Jackson também se dedicou a várias causas filantrópicas e ações beneficentes ao longo de sua vida. Ele organizou o Heal the World, além de muitas outras causas ao longo da carreira.

Michael Jackson era um homem muito generoso e sempre se preocupou com os menos favorecidos. Ele doou milhões de dólares para instituições de caridade e ajudou a melhorar a vida de muitas pessoas em todo o mundo.

Ele também se envolveu em campanhas de conscientização sobre questões sociais, como a luta contra a AIDS, a proteção dos direitos das crianças e a preservação do meio ambiente. Seu trabalho filantrópico foi tão importante quanto sua música e performances.

A mensagem de amor e união em suas músicas e apresentações

Por fim, Michael Jackson tinha como mensagem principal o amor e a união através de sua música e apresentações. Ele inspirou muitas pessoas a mudar suas atitudes e abraçar a diversidade cultural, promovendo a inclusão social.

Ele acreditava que a música tinha o poder de unir as pessoas e criar um mundo melhor. Suas letras eram cheias de mensagens de amor, esperança e paz. Ele usou sua música para expressar suas crenças e ideais e para inspirar milhões de fãs em todo o mundo.

E, dessa forma, seu legado transcendeu as fronteiras da indústria da música e impactou a vida de milhões de pessoas ao redor do mundo. Ele foi um mestre da comunicação, que utilizou sua música, dança e estilo para se conectar emocionalmente com o público e deixar um legado inesquecível.

Em resumo, Michael Jackson foi muito mais do que um ícone da música. Ele foi um mestre da comunicação e defensor da igualdade racial, filantropo generoso e mensageiro de amor e união. Seu legado continua vivo até hoje e inspira muitas pessoas a lutar por um mundo melhor.

GOSTOU DO POST? (deixe sua dúvida ou sugestão)

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *