Avançar para o conteúdo

Como usar a Comunicação Visual com dicas práticas

Conteúdo atualizado há 7 meses

Vários estudos comprovaram que é muito mais fácil as pessoas lembrarem do veem. Só para fazer uma comparação rápida, sabe-se que a memória humana guarda apenas 20% do que lemos e, em contrapartida, 80% do vemos. Isso é mais do que uma forte razão para você aprender a como usar a Comunicação Visual de maneira inteligente e estratégica.

Antes de seguir em frente, recomendo que você leia os posts anteriores, com informações valiosas para o seu aprendizado: elementos básicos da Comunicação Visual e tipos de Comunicação Visual. Assim, você entenderá como usar elementos visuais para se comunicar sem precisar de palavras.

E apenas como uma revisão inicial, podemos resumir a Comunicação Visual como todo tipo de mensagem construída com fotografia, vídeo, imagem, ilustração, textos, cores, ícones, gráficos, desenhos, entre outros.

Portanto, as mensagens podem ter apenas um dos itens citados, ou uma combinação planejada de alguns deles. O principal objetivo dessas mensagens é causar impacto visual.

Por que eu devo usar Comunicação Visual?

Além da principal razão que destaquei logo no início desse post, você deve sempre se preocupar e desenvolver suas habilidades para construir mensagens visuais. Então, é bastante difícil ter sucesso como profissional de comunicação hoje em dia sem ter ao menos uma noção básica do assunto.

Isso porque é com a Comunicação Visual que você consegue transmitir mensagens mais didáticas, podendo até inspirar mudanças e provocar emoções. Ainda, dessa maneira, é possível segurar a atenção do público, informar com maior clareza e deixar a sua marca mais atraente e interessante.

Você não precisa ser um expert no assunto, como eu disse antes. Mas, tendo boas noções das técnicas e ferramentas disponíveis, você conseguirá criar projetos e campanhas realmente incríveis. Sempre trabalhando em conjunto com outros bons profissionais: designers, ilustradores, editores, gráficas, videomakers e tantos outros.

foto de profissional ilustrando como usar a comunicação visual
Você sabe como usar a Comunicação Visual? | Foto: Freepik

Como usar a Comunicação Visual

Veja bem, aqui eu não vou te ensinar a criar artes ou mostrar como criar vídeos e fotos. A ideia é te mostrar por onde você precisa começar (ou reforçar) seus estudos. Ou seja, quais as técnicas e habilidades básicas são imprescindíveis para fazer melhor uso da Comunicação Visual, combinado?

Agora, vamos em frente. Separei três assuntos que são essenciais para trabalhar melhor a Comunicação Visual. A seguir, você encontra detalhes sobre: personas, elementos, simplicidade e uma dica bônus. Se ainda assim ficar com alguma dúvida, fique à vontade para perguntar no espaço de comentários.

01. Quem é a sua persona?

Por analogia, persona é bem diferente de público-alvo. Ao invés de ficar só no superficial (faixa etária, cidade onde mora, qual produto compra) é preciso realmente conhecer a fundo cada persona que deverá ser o alvo das suas mensagens visuais.

Sendo assim, converse com seu público, faça perguntas, ouça o que têm a dizer, observe o comportamento. Dessa maneira você conseguirá informações valiosas como gênero, área de formação e atuação, idade, cidade e bairro onde mora, o que gosta de fazer, quais problemas e desafios está enfrentando, características físicas e psicológicas, desejos, anseios e sonhos etc. De novo, não basta preencher uma planilha com o que você imagina que seja, mas sim vá em busca das informações e realmente saiba quem é sua persona.

Geralmente, fazemos esse estudo aprofundado para conhecer os diversos tipos de persona que a marca atinge em todo tipo de campanha que promove. Portanto, é uma atividade macro e estratégica que pode (e deve!) ser aproveitada na construção da sua Comunicação Visual.

02. Conheça as cores, formas e todos os elementos

Tem um post aqui no blog explicando os elementos de Comunicação Visual que você precisa conhecer. Pois, apenas entendendo todas as possibilidades de uso dos pontos, linhas, formas, cores, texturas, espaços, ordem, hierarquia, tipografia e peso será possível elaborar boas mensagens visuais.

Aliás, diferente do que muitos pensam, as cores não são escolhidas para agradar o cliente. Elas devem ser definidas de acordo com a mensagem que está sendo construída.

Para ilustrar, saiba que a cor azul “é a cor da simpatia, da harmonia, da amizade e da confiança”, de acordo com Eve Heller, no livro A Psicologia das Cores. Agora dá para entender porque o Facebook e o Twitter, por exemplo, usam o azul como predominante em suas marcas, né? Porque eles (teoricamente) aproximam pessoas.

03. Simplifique e use padrões visuais

Tudo bem ter espírito inovador, mas quando o objetivo é se fazer entender, por que fazer de um jeito que ninguém nunca viu? Às vezes, é preciso, sim, encontrar um novo jeito de fazer as coisas, mas, na maioria dos casos, simplificar e usar o que já existe é a melhor escolha que você pode fazer.

Exemplo: sem dúvida, é praticamente impossível alguém não saber que palavras sublinhadas e com cor diferente (geralmente azul) em um texto na internet é um link. Como este, para minha página de cursos recomendados para comunicadores. Então, por que raios você colocaria seus links sem o sublinhado e com a mesma cor de todo o resto do texto? Não faz sentido, entende?

Outro exemplo: só para ilustrar, você sabe como são as faixas de pedestre, certo? Já reparou que elas são praticamente iguais no mundo inteiro? Imagine se alguma cidade decide que, ao invés das faixas brancas, irá pintar corações amarelos no chão. Aposto que você atravessaria em outro lugar.

Ou seja, sempre que possível, simplifique para que o maior número de pessoas, ou o seu pequeno grupo de personas, realmente entendam o que você está querendo dizer. Combinado?

+ Dica Bônus

Sob o mesmo ponto de vista, essa dica bônus vai especialmente para quem gosta de estudar de verdade e ir a fundo nas possibilidades de uso da Comunicação Visual: aprenda técnicas e conceitos de Semiótica.

Semiótica, a saber, é a teoria que estuda a construção de significados das mensagens. Para isso, ela estuda símbolos, ícones e outros elementos que, juntos, são capazes de se comunicar.

Não vou me aprofundar muito aqui, para não te assustar. Por que, sim, muita gente se assusta quando começa a estudar a teoria. Mas, quem percebe os benefícios de melhoria de interpretação e construção de mensagens, é impossível não se apaixonar.

Pesquise sobre o assunto e não se arrependa! Sugestão de livro para começar: O que é semiótica, de Lúcia Santaella.

E como usar a Comunicação Visual dentro das empresas?

Difícil responder, porque cada empresa decide o melhor caminho a seguir. Geralmente, os departamentos de Comunicação e Marketing são os responsáveis. Mas, eu sou do tipo de pessoa que defende a criação de uma área dedicada à Comunicação Visual.

Isso porque outros departamentos costumam ter necessidades mais burocráticas, às vezes até para atender parceiros de negócios, como decidir o uso da marca em um evento pequeno, por exemplo. Não dá para congelar as atividades estratégicas de comunicação em geral para decidir algo que já possa estar pré-definido, sendo necessários apenas pequenos ajustes.

Ou então, pode ser um cenário em que diversos departamentos possuem profissionais estratégicos, um de marketing e outro de conteúdo educacional, por exemplo, e ambos precisam criar mensagens visuais. Imagine se cada um deles tivesse sua própria área de criação e design. Fica quase impossível manter a identidade visual e os padrões da marca. Acredite, eu mesma, já vivi esse problema. 😵

Enfim, não é fácil. Mas, é sempre importante que todo e qualquer profissional da empresa se lembre do cuidado e respeito pela identidade da marca. E isso só é possível com uma educação interna que precisará ser reforçada e revista de tempos em tempos.

O respeito à identidade da empresa é um desafio que está sempre presente nas ações de comunicação interna, endomarketing e todas as esferas da comunicação organizacional.

Siga estudando e aprendendo, sempre!

Eu também gravei um vídeo especial, para reforçar o que você aprendeu aqui. Assista abaixo e revise pontos importantes sobre como usar a Comunicação Visual. Logo em seguida, também deixo uma lista de referências com livros e outros links para você aprender ainda mais.

Enfim, aproveito para te convidar a se inscrever no meu canal no YouTube, conferir outros posts aqui do blog sobre Comunicação Visual e acompanhar mais conteúdo na minha Newsletter e no Instagram. Deixe sua dúvida ou dica extra no espaço de comentários e compartilhe esse post com seus contatos!

GOSTOU DO POST? (deixe sua dúvida ou sugestão)

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *