Avançar para o conteúdo

Áreas de atuação em Comunicação Social

Conteúdo atualizado há 2 anos

Nunca será fácil escolher uma profissão. Por isso, nesse momento de decisão, é uma boa ideia conhecer um pouco de cada possibilidade disponível na sua área preferida. Assim, você conseguirá entender as diferenças e, então, escolher a que mais agradar e se encaixar em suas habilidades. Para ajudar, confira aqui um breve resumo sobre as principais áreas de atuação em Comunicação Social. Antes, talvez você queira saber o que é Comunicação Social para entender tudo, tá?

Nesse primeiro momento, não se preocupe se você estiver cheio de dúvidas. Isso é perfeitamente normal! Quando passei por essa fase, fiquei várias noites sem dormir, porque eu gostava de MUITAS coisas. Por sorte, minha escolha foi boa e sigo na mesma profissão até hoje. Mas, não esqueça que você sempre poderá mudar de rumo no futuro, se quiser. Não tem problema em se reinventar!

Agora, se você já decidiu que Comunicação Social é o seu futuro, é importante conhecer as áreas disponíveis e as opções de trabalho. Para começar, é importante você saber que os cursos, em geral, são bastante parecidos e se complementam. Porque comunicação é multidisciplinar e um mesmo profissional pode fazer várias coisas diferentes para um mesmo objetivo. O que muda, são como as técnicas são aplicadas no dia a dia, o tipo de público-alvo e o objetivo específico de cada atividade.

8 principais áreas de atuação em Comunicação

Siga lendo o post e assista ao vídeo no final, que você entenderá isso tudo direitinho. Se ainda assim, tiver dúvidas, basta deixar nos comentários que ficarei feliz em ajudar como for possível!

Foto: Freepik

1. Audiovisual

Sem dúvida, essa é a área que mais crescerá nos próximos anos. Nessa área, você irá trabalhar com comunicação e tecnologia ao mesmo tempo, fazendo produção, direção, desenvolvimento e criação de conteúdo para diversos canais. É até difícil listar todas as possibilidades.

A demanda é alta e o dia a dia desse profissional é bastante agitado. É preciso entender de storyboards, roteiros, pré e pós-produção, arquitetura da informação, fotografia e vídeo e, com certeza, saber produzir conteúdo de valor e conseguir adaptar esse conteúdo para os diversos públicos e plataformas disponíveis.

Muita coisa, né? Mas, você pode começar escolhendo entre três grandes opções: desenvolvimento de jogos, aplicativos e, o meu queridinho, marketing digital. Só não esqueça que para trabalhar com tudo isso, não basta apenas fazer um curso e pronto! Você precisará se atualizar o tempo todo e consumir todo tipo de conteúdo todos os dias. Como é obrigatório a qualquer profissional de comunicação, na verdade. Então tem que gostar MUITO!

Foto: Freepik

2. Educomunicação

Outra área que ganha cada vez mais espaço é a Educomunicação, que nada mais é do que usar a comunicação para produzir e compartilhar conteúdo de educação. Não tem segredo e não é novidade para ninguém que os modelos de educação precisam mudar com urgência. Principalmente aqui no Brasil, para aproveitar cada vez mais as infinitas e práticas ferramentas conectadas à internet. Ou seja, é uma novidade entre as áreas de atuação em comunicação!

E quando falo de educação não falo só de escolas e universidades não, viu? Os órgãos públicos, por exemplo, precisam buscar outras maneiras de educar e compartilhar informação com a população. E até as empresas podem desenvolver projetos educacionais também. Tudo para gerar interesse e montar um público mais preparado para consumir seus produtos ou serviços. Ou seja, o conteúdo educativo é cada vez mais necessário, mas é preciso fugir das barreiras acadêmicas e facilitar o acesso e o entendimento das informações.

Surpreendentemente, muitos comunicólogos têm a maravilhosa habilidade de traduzir informações pesadas em formatos de fácil compreensão e aproveitamento. Gosta de comunicação e já pensou em ser professor(a)? Então, talvez, essa seja a melhor opção para você. Vai fundo!

Foto: Freepik

3. Produção Cultural

E já que estamos falando de educação, é indiscutível que umas das melhores maneiras de educar é produzir cultura. Para quem gosta de criar e organizar projetos artísticos e culturais, a área de Produção Cultural é a melhor opção. Aqui você vai trabalhar criando, organizando, produzindo, divulgando e até mesmo captando recursos para teatro, música, festivais, dança e muitos outros eventos e projetos.

Já pensou em trabalhar criando e divulgando ações que contribuam com o desenvolvimento de uma sociedade mais forte e informada? Essa pode ser sua chance de fazer o que gosta e ainda contribuir com a transformação do mundo. Exagerei? Desculpe. Mas, é muito legal, sem dúvida!

areas-de-atuacao-em-comunicacao-social_jornalismo
Foto: Freepik

4. Jornalismo

Outra área, que é a minha formação, é o jornalismo. Houve um tempo em que o jornalista era o profissional das notícias, e muitos ainda trabalham assim. Mas arrisco a dizer que hoje, o jornalista é um verdadeiro pesquisador e produtor de conteúdo. Isso porque as técnicas do jornalismo servem para produzir conteúdo de valor, buscando fontes, checando dados e compartilhando as informações de maneira que fique mais fácil para as pessoas entenderem. Olha só que lindeza!

A faculdade de jornalismo é uma das que mais se transforma com o tempo. Então se você escolher essa profissão precisa escolher também uma faculdade que não esteja presa no passado. Hoje, um jornalista precisa ter conhecimento de diversas ferramentas. E, por saber escrever bem, é só treinar as plataformas que ficará pronto para entrar em qualquer das áreas de atuação em comunicação social.

Sendo assim, fazer jornalismo não significa que você irá trabalhar apenas em rádio, TV ou jornal. Jornalistas têm inúmeras possibilidades profissionais. Eu mesma, sou jornalista, mas nunca trabalhei com notícia, sou produtora de conteúdo multiplataforma desde que me formei. Você pode seguir em diversos caminhos e essa é a beleza da profissão… Você terá fortes habilidades para produzir qualquer tipo de conteúdo. Então, se joga que será sucesso!

areas-de-atuacao-em-comunicacao-social_publicidade-e-propaganda
Foto: Freepik

5. Publicidade e Propaganda

Similarmente ao jornalismo, temos a área de Publicidade e Propaganda. Hoje, existem vários cargos que contratam tanto jornalistas quanto publicitários, para a mesma função. A diferença é que nessa área o foco está mais no público do que na informação em si. Aqui você vai lidar bastante com inovação, público-alvo, levantamento de dados, desenvolvimento de campanhas e marketing em geral.

O meu diploma diz que eu sou jornalista, mas me vejo como uma mistura de jornalista e publicitária. No jornalismo você busca dados para informar o público, na publicidade, você cria dados com base no público, pra vender ideias ou produtos. É um resumo bem simples das diferenças, mas me vejo fazendo atividades das duas áreas hoje, e talvez isso aconteça com você também.

Neste sentido, todas as atividades desse profissional são voltadas a fazer o mercado conhecer uma marca, empresa, causa ou instituição. Basicamente, trabalha fazendo planejamento, redação publicitária, pesquisa de mercado, comportamento do consumidor, investimento em anúncios e muito mais. Na faculdade, é o curso com a grade curricular mais parecida com Jornalismo, pois, como eu disse, são profissões muito complementares e trabalham maravilhosamente bem juntas. Aposto que você irá gostar!

areas-de-atuacao-em-comunicacao-social_relacoes-publicas
Foto: Freepik

6. Relações Públicas

Mas, tem outra que se confunde com essas duas anteriores, porque ela forma a tríade das mais famosas áreas de atuação em comunicação social. Quem trabalha com Relações Públicas acaba usando algumas técnicas de jornalismo e da publicidade, só que com o objetivo de transmitir informações sobre os valores e desejos de uma empresa.

A ideia é integrar públicos, seja interno ou externo, e fazer com que todos fiquem alinhados em um ponto de vista sobre uma marca, por exemplo. Digamos que o RP é o cara que luta pela paz entre todos os públicos, usando informação e propaganda para criar relações. Então, se você gosta de se relacionar com pessoas, fazer gestão de conflitos, encontrar soluções e promover um ambiente agradável, essa pode ser a sua melhor opção!

Foto: Freepik

7. Rádio e TV

Acho que não tem muito o que explicar aqui. Essa área forma profissionais para atuar em rádio e televisão, tanto em aspectos técnicos quanto de conteúdo também. Dessa maneira, você terá habilidade para produzir roteiros, manipular arquivos audiovisuais, operar equipamentos de imagem e som, gerenciando equipes de produção e muitas outras atividades.

Talvez provavelmente, rádio e TV é uma área que, hoje, já faz parte do universo audiovisual. Mesmo porque, com os canais digitais, não existem apenas rádio e televisão para atuar. Temos aí o YouTube e tantas outras plataformas que absorvem esses profissionais.

E não precisa trabalhar apenas em emissoras e plataformas, também é bem possível ser autônomo, criando projetos sob demanda para diversos clientes, com diversos objetivos de comunicação. Portanto, você pode ter um futuro brilhante na área, se gostar das plataformas e tiver disposição para se adaptar às constantes mudanças de necessidades do mercado. Vai com tudo!

Foto: Freepik

8. Comunicação para Negócios

E, para finalizar, mas não menos importante, também existe a Comunicação para Negócios. Nessa área, existe um pouco de tudo e eu destaco a Comunicação Interpessoal focada em negócios. Você pode trabalhar como coach, treinando pessoas para que sejam melhores comunicadoras e consequentemente tenham melhores resultados na carreira. Também é possível praticar maneiras de melhorar a liderança e aplicar técnicas para criar autoridade de uma marca, ou uma pessoa.

Seja como for, aqui é um pouco difícil de atuar se você ainda está começando sua carreira. O sucesso é maior para quem já tem experiência na área e já sabe o que dá certo e errado. Mas, é muito possível sempre meter a cara e seguir na tentativa e erro, se você tiver coragem para isso, né?

Concluindo…

Agora que você já conhece as oito maiores áreas dentro da Comunicação Social, talvez fique mais fácil tomar uma decisão. Mas, lembre-se que dentro de tudo isso que falei aqui, existem diversas profissões e, dentro dessas profissões existem especialidades.

Por fim, meu objetivo aqui é só dar um apanhado geral pra você decidir se quer ou não ser comunicólogo. E você pode escolher qualquer uma das áreas de atuação em comunicação social e trabalhar sendo jornalista, publicitário, designer, artista plástico, marqueteiro ou o que for.

Só que para escolher uma profissão sugiro que você conheça as áreas macro, como a Comunicação Social, por exemplo. Depois procure informações das sub áreas, como as que citei aqui. Aí, dentro da que você achar legal, é mais fácil decidir quais técnicas mais gosta de usar. Portanto, escolha a área, escolha as técnicas e descubra sua profissão. Desejo boa sorte nessa difícil missão! Você consegue!!

Conheça as áreas de atuação em comunicação

Se quiser reforçar melhor tudo o que expliquei aqui, tem um vídeo no meu canal no YouTube apenas sobre esse assunto. Na verdade, escrevi esse post com base no que falei no vídeo. Espero que goste e se inscreva no canal para acompanhar ainda mais conteúdo sobre o maravilhoso universo da comunicação!

Agora mostra que esse post e o vídeo foram úteis para você e me ajude a ajudar outras pessoas. Compartilhe o conteúdo com seus contatos e conte nos comentários com qual área você mais se identifica. Continue acompanhando todo conteúdo e vamos aprender cada vez mais, juntos, por que aqui, sempre terá comunicação para todos!


📚 APRENDA MAIS COM LIVROS

GOSTOU DO POST? (deixe sua dúvida ou sugestão)

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *