Avançar para o conteúdo

8 dicas poderosas para se comunicar como um profissional

Conteúdo atualizado há 5 meses

O que separei aqui são dicas poderosas, mas que precisam ser colocadas em prática em longo prazo para que, assim, você consiga começar a se comunicar como um profissional.

Se você conhece algum mentor ou guru que sabe todos os segredos da boa comunicação, fuja! Portanto, já aviso que se você estiver procurando truques para se comunicar melhor logo que terminar de ler o post, terá uma boa frustração.

E quando digo “se comunicar como um profissional” digo fazer bom uso de técnicas de comunicação, conhecer a comunicação interpessoal, melhorar suas habilidades continuamente e, além de tudo, ter disposição para cometer erros e consertar o que for preciso.

Por isso, querida pessoa, leia este post como uma fonte de inspiração para que você possa encontrar os melhores caminhos para o desenvolvimento das suas habilidades comunicativas. Não esqueça, também, de praticar sempre e procurar mais informações que podem ajudar no processo.

Agora que já está tudo muito bem explicadinho – afinal, boa comunicação é resultado de uma boa contextualização – vamos às dicas?

homem negro falando ao microfone em uma sala cheia de pessoas de máscaras, sobre dicas para se comunicar como um profissional
Descubra como se comunicar como um profissional em qualquer situação | Foto: Pexels

O que fazer para se comunicar como um profissional

Antes de seguir, é sempre bom lembrar que ficarei feliz em receber sua opinião sobre este conteúdo. Para isso, basta deixar suas ideias no espaço de comentários.

E também vale complementar essa lista de dicas, se você quiser contribuir, é claro! Afinal, participar de conversas de maneira assertiva e compartilhar seus pensamentos também é uma maneira de se comunicar como um profissional.

1. Seja um bom ouvinte e pratique a escuta ativa

Pode até parecer estranho, mas muitas pessoas ficam horas conversando e ninguém presta atenção em ninguém. Aí fica aquele papo confuso, cada um falando de si, ou seja, uma conversa vazia. Não faça parte disso.

Você deve realmente ouvir o que o outro tem a dizer e deixar ele dizer no tempo que precisar. Em outras palavras, ficar cortando as pessoas e dar conselhos que ninguém pediu, é feio.

O palhaço e o psicanalista: Como escutar os outros pode transformar vidas

R$ 69,90
R$ 58,78
46 novos de R$ 43,11
2 usados de R$ 29,80
Frete grátis!
Amazon.com.br
*preço atualizado em 21 Fevereiro, 2024 20:27

2. Valorize quem está se comunicando com você

Se uma pessoa te procura para conversar, ou fazer uma reunião, ou apenas para ouvir você falando (em uma palestra, aula, apresentação etc.), o mínimo que você deve fazer é respeitá-la.

E digo respeito em toda sua amplitude! Respeite o conhecimento, os limites, as dificuldades e necessidades do outro. Sempre!

Dessa maneira, todos os seus receptores se sentirão devidamente valorizados.

3. Entenda muito bem qual é o objetivo do ato comunicativo

Isso também pode parecer estranho, mas todo ato comunicativo – seja uma conversa, uma festa, uma reunião, ou qualquer outra coisa – tem um objetivo que pode passar despercebido com frequência.

Entender o objetivo é ainda mais importante para manter a comunicação assertiva e melhorar a relação com todos os envolvidos.

Por exemplo, você não vai a uma festa de aniversário sem parabenizar o aniversariante, certo? Então, por que você ficaria 40 minutos falando por telefone com alguém, como outro exemplo, para resolver uma situação sem nem tocar no assunto específico?

Comunicação Assertiva: oratória e escutatória

R$ 24,99
Amazon.com.br
*preço atualizado em 21 Fevereiro, 2024 20:27

4. Conheça profundamente os assuntos abordados

Da mesma forma que você não pode entrar numa comunicação sem saber o objetivo, é ainda pior se for para dar opinião ou explicar coisas que você simplesmente desconhece.

Não seja o falso especialista! Porque sua experiência rasa sobre alguma coisa não ajuda em nada e, pior, pode confundir ainda mais as pessoas ou até gerar problemas.

Se não conhece o assunto que está em pauta, apenas fique calado, ouvindo, ou diga que não tem conhecimento aprofundado para opinar. E o contrário também vale…

Se a pauta for algo que você domina, dê sua contribuição positivamente – lembre-se que ninguém gosta de arrogância e exibicionismo.

5. Contextualize e exemplifique sempre que possível

Contextualizar e exemplificar nada mais é que trazer o assunto para o cotidiano dos receptores. Quanto mais próximo à realidade, mais impacto seu discurso pode causar.

Nesse caso, é uma boa ideia usar metáforas e exemplos do dia a dia para que sua comunicação faça sentido ao público.

6. Cuide da sua linguagem corporal

Gestos, expressões faciais e posturas falam muito mais sobre você do que se pode imaginar. E se você conhecer a fundo como seu corpo pode gerar significado, descobrirá uma técnica fortíssima para reforçar suas mensagens.

Da mesma forma, você ainda será capaz de prender a atenção e conquistar as pessoas.

O corpo fala: A linguagem silenciosa da comunicação não verbal

R$ 77,00
R$ 54,90
84 novos de R$ 42,99
27 usados de R$ 24,00
Frete grátis!
Amazon.com.br
*preço atualizado em 21 Fevereiro, 2024 20:27

7. Cuide da sua linguagem verbal

Ninguém é capaz de se comunicar como um profissional se não souber usar bem o idioma necessário para se comunicar verbalmente. E tanto faz se você fala português, inglês, LIBRAS ou !Xóõ.

Você deve dominar o idioma dos seus receptores, para que consiga construir mensagens assertivas. E como faz isso? Não tem segredo, basta reservar um tempo diário ou semanal para ler, escrever e praticar o idioma.

Por certo, da maneira que for melhor para você, mas faça!

8. Adapte sua linguagem para o bom entendimento do receptor

Sua linguagem estará muito bem adaptada se você praticar tudo o que citei nos itens anteriores.

Sendo assim, ouça as pessoas para conhecê-las, entenda o objetivo das conversas, valorize os envolvidos, cuide da sua linguagem corporal e verbal e não esqueça de contextualizar e exemplificar, sempre que der.

Dessa maneira, você será capaz de elaborar mensagens que realmente se comunicam, informam ou entretêm as pessoas. Lembre-se sempre: não há comunicação assertiva se um dos lados não entender claramente o que está sendo dito.

Não precisa ser profissional de comunicação para se comunicar bem

Eu defendo muito a ideia de que, apesar de pouco ensinada nas escolas, a boa comunicação deve ser aprendida por todos. Porque não basta saber falar para ser considerado um bom comunicador, e você sabe muito bem disso, certo?

Por isso, me esforço para sempre entregar conteúdo de valor no blog, Newsletter, Instagram e YouTube. Aliás, gravei um vídeo para reforçar todas as dicas que dei aqui no post.

Fique à vontade para assistir logo abaixo e não esqueça de se inscrever no canal para acompanhar tudo o que tenho a compartilhar sobre o universo da comunicação.

GOSTOU DO POST? (deixe sua dúvida ou sugestão)

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *